Como funciona o voluntariado no exterior pela AIESEC

Impossível falar em voluntariado no exterior ou intercâmbio social sem falar da Aiesec. Quando começamos nossas pesquisas para o voluntariado em Moçambique, essa foi a primeira instituição que procuramos. A Aiesec é um movimento universitário que surgiu na França no período pós Segunda Guerra Mundial, onde seis estudantes decidiram fazer algo para criar relações entre os países e os jovens cidadãos. No Brasil, ela foi formada na década de 80, atuando em nove cidades.

Atualmente, a Aiesec oferece 3 tipos de intercâmbio: Empreendedor Global, Talento Global e Voluntário Global, sendo que os dois primeiros são voltados aos desenvolvimento profissional do intercambista, e o Voluntário Global tem foco no desenvolvimento pessoal através da ajuda humanitária. O programa de voluntariado da Aiesec possui o valor mais baixo do mercado quando comparado às demais instituições de intercâmbio social.

O programa funciona da seguinte forma:

  • Inicialmente você acessa o site da Aiesec, faz um cadastro na plataforma de oportunidades e pesquisa as vagas disponíveis, que são distribuídas por temas, países, duração e datas de início e fim.
  • Havendo interesse, você marca uma reunião com um representante da Aiesec, que irá passar mais informações sobre os programas em geral e valores. Essa reunião pode ser presencial, nas sedes da instituição, ou via Skipe. Nós fomos presencialmente na sede da Aiesec de Curitiba, que fica dentro da UFPR, no Campus do Jardim Botânico.
  • Após a reunião e escolha da vaga desejada, você é encaminhado para o responsável pelo projeto escolhido para realização de uma entrevista, onde eles desejam conhecer seu perfil e avaliar se o projeto se encaixa com as suas expectativas e também com o escopo do programa. Após a aceitação do programa, é só começar a contagem regressiva e organização dos demais detalhes que são de responsabilidade do intercambista.

Quando tivemos a reunião com a Aiesec, no início de 2017, o valor do programa era de R$ 1.650,00, sendo que estava incluso nesse valor a hospedagem em apartamento com outros intercambistas, uma alimentação ao dia, translado até a ONG ou acomodação na chegada do país de escolha e assistência pré e durante a viagem. Os serviços oferecidos variam de acordo com o programa escolhido, duração e ONG onde será realizado o voluntariado. Algumas oferecem mais que uma refeição ao dia e outras oferecem acomodação diferente (em casa de família, hostel e etc). A compra da passagem aérea, seguro viagem (obrigatório), custos da documentação e outras despesas ficam por conta do viajante.

Os requisitos para adesão aos programas da Aiesec são: ter entre 18 e 30 anos, estar cursando graduação ou ter concluído há no máximo 2 anos. Devido a nossa idade na época da viagem, a Aiesec deixou de ser uma opção para nós, o que foi bem desanimador porque o valor era bem mais em conta que as demais possibilidades. Outra exigência, que varia de acordo com o programa escolhido, é o nível de fluência no idioma. Normalmente eles pedem nível intermediário de inglês para países da Europa e Ásia, mas isso realmente dependerá do país e do programa.

Há vários relatos de intercambistas que viajaram por intermédio da Aiesec, e a maioria deles ficou muito satisfeito com o valor, apoio durante a viagem e atividades desenvolvidas. No entanto, há relatos de pessoas muito insatisfeitas, especialmente com o apoio durante a viagem em países da Ásia. De qualquer forma, essa é uma excelente opção, mas que deve ser escolhida com bastante cuidado e atenção aos detalhes.

Até a próxima,

Amanda e Gian.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos no Facebook

Subtitle