Fraternidade sem Fronteiras: O que é e como participar?

A Fraternidade sem Fronteiras é uma Organização humanitária que tem como missão vivenciar e incentivar a prática da fraternidade, sem restrições étnicas, geográficas ou religiosas, amparando prioritariamente crianças e jovens em situação de vulnerabilidade ou risco social.

A organização não tem fronteiras religiosas, porém tem como base fundamental a fraternidade, e a pedagogia do Amor sem fronteiras, exercitando: “respeito, amizade, solidariedade, companheirismo, sentimentos e vivência que elevam o ser humano a condições melhores de espiritualidade, tendo como principal fundamento as virtudes e leis morais ensinados por Jesus Cristo!”

A Fraternidade possui centros de acolhimento na África subsaariana, onde oferecem alimentação, cuidados com a higiene, atividades pedagógicas, culturais e formação profissionalizante.

No Brasil, eles possuem trabalhos na Paraíba, onde apoiam o tratamento de crianças com microcefalia, em Campo Grande, com o projeto Orquestra Filarmônica Jovem Emmanuel, que proporciona o ensino de música a jovens da periferia e em  Roraima, com acolhimento a famílias refugiadas da Venezuela.

São organizadas várias caravanas ao longo do ano, onde os voluntários passam por um processo de seleção para ingresso. Como pré requisito, você deve ser padrinho/madrinha de uma de pelo menos uma criança assistida pela ONG.

Em algumas caravanas, haverá atendimento especializado, como por exemplo na caravana da saúde e da educação. Isso não quer dizer que se você não é da área da saúde ou da educação não poderá atuar. Você será integrado a uma das atividades planejadas para aquela caravana.

Na caravana para África, mais especificamente Moçambique, todos os participantes ficam hospedados na aldeia de Muzumuia em acomodações coletivas. Lá existe luz e banheiro. As refeições são feitas na aldeia.

A previsão de gastos em 2017 ficava entre R$ 7.000,00 e R$ 8.500,00, dependendo do preço da passagem. Este valor inclui a passagem, hospedagem, alimentação e transporte. O custo da parte terrestre é pago à Fraternidade, e o restante fica a cargo do viajante, que recebe as orientações do vôo, visto que deverá viajar no mesmo vôo que os demais voluntários.

Até a próxima,

Amanda e Gian.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Siga-nos no Facebook

Subtitle